MODA – Batonzeando

Eu ouvi compras? Então… Tommy!

Olá, gente rica do meu Brasil! Tudo bem com vocês? Talvez o título do post tenha lhe causado uma certa estranheza, seguida de um ponto de interrogação sobre o que se trata. Por isso, vamos direto ao assunto, afinal, é o que nos interessa, não é? Recentemente, tive a oportunidade de tirar uns dias de […]

Leia mais

Olá, gente rica do meu Brasil!

Tudo bem com vocês?

Talvez o título do post tenha lhe causado uma certa estranheza, seguida de um ponto de interrogação sobre o que se trata. Por isso, vamos direto ao assunto, afinal, é o que nos interessa, não é? Recentemente, tive a oportunidade de tirar uns dias de descanso na Flórida, em Orlando, especificamente. Bom, esse destino é sempre associado aos parques e aos famosos outlets quando se trata de compras, falarei sobre eles em outros posts. Mas, vai por mim que você passa de ano, há lugares que surpreendem seu estilo e, ainda mais, o seu bolso. Como tudo que é bom a gente repete, e também compartilha, entre meu roteiro de compras, incluí novamente (e com louvor) um dos lugares poucos explorados pelos brasileiros, embora veja muitos por lá com descomunais sacolas de compras. Se você aprecia marcas como Tommy Hilfiger, Nike e Converse (tem outras, mas essas são paradas obrigatórias), associadas a um preço amigo não pode deixar de conhecer ao Kissimmee Shopping Center.

Não deixe de incluir à rota da alegria, amiga! Anota aí: 4673 West Irlo Bronson Highway, Kissimmee, Fl. 3474

Trata–se de um complexo de lojas “Clearance” à céu aberto com oportunidades maravilhosas de coleções anteriores. Quem liga para isso quando se arremata uma saia de suede da Tommy por $ 19 dólares? Saia essa que a filha do cantor Lionel Richie também tem. Me achei, agora. Acredito que ninguém se importa, né, Brasil? Essa descoberta se deu despretenciosamente no ano passado quando estivemos pela primeira vez na cidade. Como um bom turista sempre se descobre um desbravador de terras alheias, com a gente não foi diferente, e achamos o mapa da mina, ou melhor, da Tommy Hilfiger kkkkkkkkkkkk

Sério, minha gente! Os preços são tão irrisórios se comparado ao Brasil, que somos movidos por um turbilhão de sentimentos: alegria, satisfação associadas a indignação, perplexidade e assim vai… Quem nunca?

Agora, vamos elencar alguns tópicos importantes:

 Quanto a disposição dos produtos e organização da loja?

Tudo é bem sinalizado e separado por categoria de produtos e gênero. Em geral, está sempre organizada, mas não podemos desconsiderar os “picos” de clientes e, com isso, é “natural” que uma coisa ou outra fique desordenada, Mas, se ficar, tenha certeza de que será breve.

Os preços são realmente compensadores?

Sem pestanejar. Estamos falando do outlet dos outlets, por aí já é possível ter uma considerável  economia se comparada, até mesmo, às lojas de departamento como ROSS, TJ Max e Marshalls (falarei sobre elas em outro post). Em geral, os preços já são relativamente baixos, mas, como todo fundo de loja, ainda é possível garimpar peças com valores ainda mais reduzidos. De um extremo a outro: t-shirts a partir de $ 4.99 e casacos a $ 59.99. Esses foram os valores entre o mínimo e o máximo que vi por lá. Bom, minha última compra incluiu 2 calças jeans e 4 t-shirts no valor total de $ 54. A gente sai da loja com sorriso de orelha a orelha e cumprimentando até os passarinhos que passarem pela frente!

           

O ônus!

O provador. Não é dos mais privativos. Possui apenas 3 cabines, e a cortina dá quase na canela (quem prova na primeira cabine fica muito exposto aos demais da fila). Além disso, imaginem a cena comigo: o limite máximo é de 6 peças por pessoa, mas com tanta oportunidade, sempre tem aquela “amiga” que, na volúpia da promoção, quer garantir a loja só para ela e separa 3 sacolas transbordando para provar. Isso rende algumas horas a mais na loja. Dependendo da situação, provar as roupas implicará em um bom exercício de paciência.

Tem para todos os tamanhos?

Depende. Mesmo não estando entre os roteiros mais procurados para compras, esse complexo possui um nível de frequência valorizado e, consequentemente, as grades de tamanho são comprometidas rapidamente, principalmente as calças. Se isso ocorrer, faça como eu: prove os tamanhos próximos ao seu, o que ficar melhor, arremata.

Em geral, sempre saio radiante com as minhas aquisições. Quem não ama vestir-se sem gastar muito?Infelizmente, as mais variadas comparações são inevitáveis, principalmente em relação ao nosso amado Brasil.

Agora, segue a dica da amizade: se você incluiu em seu roteiro alguns dias de compra, passe mais de uma vez por lá, pois os preços podem sofrer variações (para menos) e resultar em excelentes achados. 

É isso, pessoal, espero que as informações aqui contidas sejam úteis de alguma maneira, e se você está de viagem marcada para Orlando não deixe de incluir o Kissimmee Shopping Center em sua rota.

E as dicas não param por aqui, não. Aguardem os próximos posts sobre minha experiência em Orlando!

Super beijo. Fiquem com Deus! =D

 

Vamos batonzear?

Olá, gente rica do meu Brasil! Tudo bem com vocês? Através desse convite, quero iniciar nossa relação de amizade pautada em cumplicidade, parceria, sinceridade, boas novas e muita interação por aqui. Vamos conversar sobre moda, saúde, gastronomia, belezzz… Já te convidei para batonzear hoje? Ops, não sou a Dory e nem estou procurando Nemo, mas […]

Leia mais

Olá, gente rica do meu Brasil!

Tudo bem com vocês?

Através desse convite, quero iniciar nossa relação de amizade pautada em cumplicidade, parceria, sinceridade, boas novas e muita interação por aqui. Vamos conversar sobre moda, saúde, gastronomia, belezzz…

Já te convidei para batonzear hoje? Ops, não sou a Dory e nem estou procurando Nemo, mas procuro expandir meu conhecimento de mundo através de uma linguagem simples, dinâmica e intensa, pois foi para isso que tudo começou e surgiu o Baton…

“ – Obrigada pelo convite, Gi! Vou te dar um voto de confiança e já decidi batonzear com você, porém dá para explicar a origem do Batonzeando?”

Mas é claro, Brasil! Minha decisão por esse nome foi breve e com direito a enquete familiar (a família é a primeira plataforma de seguidores para cativar kkkkkkk), entre os nomes sugeridos o Batonzeando foi eleito por unanimidade e aclamado pela originalidade de sua inspiração: uni o icônico batom, item feminino presente na nécessaire de toda mulher, ao sufixo “ando,” que exprime a progressão das nossas atitudes, tais como: sonhando, usando, testando, comprando, conversando, segue a lista… e, agora, o Batonzeando. Bom, já perceberam que temos muito a falar, não é? Afinal, toda batonzete desenvolve resenha e ama se atualizar. Então, se você aprecia uma boa conversa, novidades sobre moda, arte, cultura, beleza e informação, aqui não é Alfa FM, mas tudo isso e muito mais estará sempre em suas mãos. Sejam bem-vindas (os) ao meu, ao seu, ao nosso Batonzeando e bora batonzear, Brasil!

Super beijo.

Até mais!